Bitcoin Mining Primer

Bitcoin Mining Primer

Por Dimitri Elkin

Atualmente, existem 17 milhões de bitcoins em circulação.

O número total possível de bitcoins é limitado pelas leis matemáticas ao 21 milhão.

Todo dia são minerados aproximadamente dois mil bitcoins. Existe previsão de que em alguns anos o número de bitcoins atingirá o limite e o processo de mineração acabará. É complicado estimar com precisão quando os bitcoins irão se esgotar: acontecerá em algum momento entre cinco e quinze anos a partir de agora. A dificuldade de mineração de bitcoín aumentará ao longo do tempo, mas a capacidade computacional das máquinas de mineração também aumentará. A rapidéz de esgotamento do bitcoin dependerá também da quantidade de máquinas dedicadas à mineração. Quanto mais pessoas comprem as máquinas, mais rápido a mina de bitcoin se esgotará.

O equipamento

A máquina de mineração de bitcoin não é nada mais do que um computador potente equipado com um processador especial chamado Graphic Processing Unit (GPU), normalmente usado para videogames. Aqui está um exemplo de GPU recente, produzido pela empresa AMD: Radeon RX Vega 10 (foto).

A potência do GPU é medida pelo número de cálculos (hashes) que a máquina pode executar por segundo.

A quantidade dos cálculos por minuto depende tanto da potência da própria máquina quanto da complexidade do cálculo, que varia de criptomoeda para criptomoeda.

Quando este artigo estava sendo escrito (setembro de 2017), o número de cálculos necessário para obter um bitcoin era de 2.700.000.000.000 hashes, ou 2.700 terahashes. Cada terahash é igual a um trilhão de cálculos.

O processo de mineração

Digamos que o equipamento de mineração que você comprou tem a capacidade de 40 MHs. Isso significa que a cada segundo a máquina pode executar 40 milhões de operações de hash.

Em 24 horas há 86,400 segundos e, portanto, esta máquina gera cerca de 3,4 terahashes em um dia. Nesta velocidade, em oitocentos dias, aproximadamente, a máquina produzirá um bitcoin, no valor de US $ 4.000 nos preços atuais.

Mas você não precisa esperar dois anos para receber a remuneração. A colheita de criptomoeda pode acontecer em etapas menores. Para bitcoin, a menor unidade é chamada satoshi, e é igual a um bitcoin dividido por cem milhões.

A estrutura de custos

Considerando que a máquina GPU consome 250 watts, durante o período de dois anos, trabalhando sem parar, a conta de eletricidade alcançará US $ 470 dólares, estipulando o preço de energia elétrica de 10 centavos por KWh.

Este simples cálculo mostra que o custo da energia elétrica representa apenas 10% dos de quatro mil dólares do valor do bitcoin

O computador com uma ou várias unidades GPU pode custar alguns milhares de dólares, e é, de longe, a maior despesa para qualquer mineiro iniciante. Mas investir dinheiro em uma boa máquina vale a pena: um computador mais potente é a principal fonte de vantagens competitivas para qualquer mineiro de criptomoeda.

É por isso que tanto dinheiro foi investido em fazendas de mineração. Hoje, o número total de máquinas dedicadas à mineração de bitcoin chega a várias centenas de milhares. A capacidade coletiva de cálculo de toda a comunidade de mineração de bitcoin passou recentemente de quatro bilhões gigahash por segundo. Isto representa mais poder de computação do que qualquer supercomputador do mundo poderia ter.

A razão principal pela qual os mineiros de bitcoin continuam investindo em novos equipamentos é, é claro, o dinheiro. Coletivamente, os mineiros de bitcoin ganham sete milhões de dólares por dia e, ao menos que o preço do bitcoin caia abaixo do custo variável da eletricidade (aproximadamente US $ 400 por bitcoin), o processo de mineração continuará por mais alguns anos.



RELATED ARTICLES
RECOMMENDED ICOS